Petrolatos, sulfatos, e parabenos  

Olá meu lindo jardim!

Atualmente vejo descrito em alguns produtos os termos 0% petrolatos, sulfatos e parabenos. Curiosa sobre do que se tratam essas substâncias, resolvi pesquisar. Como sei que a dúvida de um pode ser a dúvida de vários, resolvi compartilhar com vocês o que descobri para que compreendam o que é e se vale ou não a pena trocar seus produtos por versões ‘free’ dessas substâncias.

Começaremos do início,  pois os três se tratam de substâncias distintas.

O que é petrolato?

Segundo informações do site Skafe, os petrolatos são derivados do petróleo e vêm descritos na composição dos produtos para cabelo como: Parafina Líquida (Paraffinum Liquidum), Óleo Mineral (Oil Mineral/Mineral Oil), Vaselina, Petrolatum, Petróleo Liquefeito e Óleo de Parafina. O petrolato não é solúvel em água, ou seja, ele se acumula no cabelo, e futuramente isso irá impedir que qualquer tipo de tratamento penetre nos fios.

Então, quem realmente deseja uma ação hidratante nos fios os petrolatos podem te enganar facilmente fazendo você pensar que esteja conseguindo esse resultado com o produto que está usando.

Aí vem o momento desesperador:

Passei a vida toda usando produtos com petrolato, agora como tirar isso dos meus fios?

Com um bom shampoo antirresíduos, de preferência livre de sulfatos, você vai conseguir retirar os resíduos e deixar uma boa hidratação ou umectação fazer efeito.

Na embalagem, como eles podem aparecer:

  • Paraffinum liquid;
  • Mineral Oil / Óleo Mineral;
  • Petrolatum;
  • Vaselina;
  • Isoparaffin;
  • C12-20 Isoparaffin;
  • C13-14 Isoparaffin;
  • Isododecane;
  • Isododecene;
  • Dodecene;
  • Dodecane;
  • Alkane.

Agora, o que são os sulfatos?

Também segundo o site da Skafe (amei o tanto de informações que eles compartilham), o sulfato é um detergente que tira toda a gordura do cabelo. Faz mal porque danifica os fios e pode causar irritação nos olhos e alergias.

O sulfato é a substância que faz seu produto ter espuma, tanto que produtos livres de sulfato geralmente não fazem quase espuma nenhuma.

Resolvi deixar de usar produtos para o cabelo que contenham sulfatos. Quais vantagens para meus fios?

No site Beleza e saúde eles apresentam os seguintes benefícios:

  • Ajuda a manter a cor dos cabelos mais vivas, evitando o desbotamento rápido.
  • Evita alergias no couro cabeludo.
  • Evita a quebra capilar, a porosidade e o ressecamento.
  • Ajuda a fibra capilar a ficar mais resistente e saudável.

Na embalagem, como eles podem aparecer:

Sodium Lauryl Sulfate / SLS (o mais comum e mais “barato” de todos)

Sodium lauryl ether sulfate/ SLES ou Sodium Laureth Sulfate

Sodium Myreth Sulfate

Sodium myristyl sulfate

Ammonium lauryl sulfate/ ALS

Ammonium lauryl ether sulfate/ ALES

Sodium Coco/Cocoyl Sulfate (mais “suave”, derivado da combinação de óleo de coco com sodium lauryl sulfate, geralmente 50%, e sodium myristyl e/ou palmityl sulfate.)

Dicas no Site Acorda Bonita:
– Os Sulfosuccinates (Ex: Sodium Lauril Sulfoacetate e Dissodium Laureth Sulfoccinate) são detergentes ligados à família dos sulfos, porém sua arquitetura molecular difere bastante dos sulfatos listados acima, tornando-os tensoativos bem “suaves”. Por isso é possível encontrá-los em shampoos categorizados como “Sulfate Free”.
– O Magnesium Sulfate, o qual pode ser encontrado em alguns ativadores de cachos, é um sulfato, mas NÃO é surfactante (tensoativo detergente).
– O Sodium Lauroyl Sarcosinate NÃO é sulfato.

E para finalizar, o que são os parabenos?

São conservantes utilizados para que os produtos não estraguem. Podem causar alergias e envelhecimento precoce da pele. Alguns estudos já demonstraram que os parabenos podem ser cancerígenos.

No site Dermus vemos essa comprovação, baseada em estudos da University of Reading em artigo publicado no Journal of Applied Toxicology. Vale a pena dar um lidinha na matéria completa.

Na embalagem, como eles podem aparecer:

– propil, etil, isobutil, isopropil ou como parabeno, isobutil parabeno, propil parabeno, metil parabeno, etil parabeno, benzil parabeno.

Uma coisa muito importante de se destacar é que mesmo esses produtos sendo prejudiciais a muitos cabelos, não significa que seja geral. O petrolato, por exemplo, pode dar super certo com alguns fios, assim como algumas pessoas podem não se identificar com produtos Low poo, noo poo e co wash.

O que você precisa fazer é testar sempre e ver o que melhor se adapta aos seus fios e sua realidade.

Então lindo jardim, ficamos por aqui.

Se ficou alguma dúvida ou tem alguma observação a fazer, deixem nos comentários.

Beijos

:*

Créditos de Imagem

Capa: Fashion  Bubbles

 

Você também pode gostar dessas rosas...

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *